ENDODONTIA

 

A endodontia, vulgarmente conhecida por desvitalização, é a solução imediata e definitiva para o desconforto doloroso provocado pela infeção do nervo.

Na nossa clínica dispomos dos últimos avanços em tecnologia e de especialistas em endodontia, para que não perca o seu dente.

Unknown.jpeg

O QUE É ENDODONTIA?

A endodontia, também conhecida como tratamento de canais radiculares, é o processo da odontologia através do qual é destruída ou removida a polpa dentária (a parte mais interior do dente), composta por um tecido que contém os nervos e os vasos sanguíneos, sendo preenchida e selada com um material inerte.

A endodontia é aplicada quando existe alguma lesão do nervo, provocada por infeções derivadas de cáries severas, traumatismos, desgaste dentário, etc. O seu principal objetivo é o de remover as bactérias e conservar o dente, o osso, a gengiva que o envolve e a sua funcionalidade.

QUANDO É NECESSÁRIA UMA ENDODONTIA?

 

Uma endodontia é necessária quando ocorre uma lesão do nervo do dente, devido a causas como:

 

Infeções dentárias

 

Traumatismos

 

Abrasão, erosão e desgaste dos dentes por causa do atrito entre eles.

 

Dependendo do seu grau de complexidade e extensão, esta lesão do nervo pode conduzir à necessidade de um tratamento endodôntico.

PERDA DO NERVO DO DENTE

Noutros casos, é efetuado em dentes com infeção crónica pulpar, isto é, em dentes em que já houve perda do nervo devido a uma infeção (necrose), mas que não causa dor. Por vezes, nasce uma fístula, ou seja, uma pequena bolha que pode sobressair 10 mm acima da coroa do dente afetado.

 

A maioria das endodontias, no entanto, deve-se a infeção causada por cáries extensas, que afetam o nervo e dão origem a dores fortes.

PULPITES AGUDAS E CRÔNICAS

Carecem de tratamento endodôntico os casos em que existem pulpites agudas e crónicas irreversíveis, processo inflamatório que afeta a polpa do dente, como tratamento paliativo da dor. Também se aplica em casos preventivos, quando se prevê que o tratamento restaurador não garantirá, sozinho, uma boa saúde do dente em causa.

canal-948x640.png
 

COMO É FEITA UMA ENDODONTIA?

endodontia.png

O tratamento endodôntico consiste na remoção do tecido vascular nervoso que se encontra na parte interna do dente e que é o causador da dor.

Na nossa clínica dentária, a primeira coisa a fazer para tratar uma endodontia é, através de um utensílio próprio, limpar o interior do dente, libertando-o da infeção. Cada dente possui, internamente, uma rede de vasos sanguíneos que por ele se distribuem, formando, por sua vez, uma rede de canais.

A endodontia tem como finalidade limpar os canais e deixar o dente preparado para uma posterior restauração.

Um dente desvitalizado sofre um enfraquecimento que, a médio ou longo prazo, pode provocar uma fratura no mesmo. A este facto há que adicionar a grande perda de estrutura dentária que foi removida ao limpar a cárie. É por isso que, os nossos especialistas sugerem a colocação de uma coroa de porcelana para fortalecer os dentes intervencionados e manter a sua integridade a longo prazo.

 

TIPOS DE ENDODONTIA

Existem três principais tipos de endodontia, que dependem do número de canais radiculares do dente onde será efetuado o tratamento:

 

1-Endodontia unirradicular: Dentes só com um canal radicular.

2-Endodontia birradicular: Dentes com dois canais radiculares.

3-Endondontia multirradicular: Dentes com mais de duas raízes ou canais radiculares.

 

A ENDODONTIA DÓI?

O tratamento endodôntico é realizado com anestesia local, pelo que não sentirá nenhuma dor durante a intervenção.

Apenas em alguns casos, ao passar o efeito da anestesia, pode dar-se uma ligeira sensação de desconforto na região intervencionada, que é ultrapassada ao fim de 4 ou 5 dias. Para atenuar este ligeiro incómodo, aconselhamos a toma de analgésicos e anti-inflamatórios.

 

QUANTO TEMPO DURA UMA ENDODONTIA?

Geralmente, o tratamento endodôntico pode ser realizado numa sessão de uma ou duas horas.

 

Dependendo da complexidade de cada caso e de algum tipo de inflamação, infeção ou outras dificuldades, pode ser necessário realizar duas ou três sessões, de duração variável.

 

Este tratamento é definitivo e duradouro, a não ser que surja algum tipo de complicação inesperada.

endodontia-tratamento-de-canal-dra-regin